"Celebridades" de Amarante

Loading...

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Amarante - PI


Vista aéria. São Francisco - Amarante

segunda-feira, 7 de setembro de 2009


Amarante Piauí - PI

Histórico

A Região era habitada pelos índios acoroás, até que, em 1699, chegaram em seu território os primeiros colonizadores, iniciando o povoamento do atual Município.

O desbravamento foi difícil, em virtude da hostilidade dos nativos, ocorrendo conflitos sucessivos, solucionados, em 1751, quando os jesuítas aldearam os acoroás, na localidade denominada São José.

Com a expulsão dos jesuítas e incorporação de seus bens à Coroa, reiniciaram-se as lutas entre colonizadores e índios. Em 1771, O Governador Gonçalo Lourenço Botelho de Castro concedeu paz aos gentios e os localizou Em São Gonçalo, denominação dada em homenagem ao Governador.

Em 1832, foi criada a Vila de São Gonçalo e, em 1861, foi transferida a Sede Municipal e a Paroquial para o Porto de São Gonçalo do Amarante.

Progresso e desenvolvimento comercial, para o que muito contribuiu o rio Parnaíba, como veículo de comunicação, fez com que, em 1871, a Vila fosse elevada à categoria de Cidade, com o topônimo de Amarante.

Gentílico: amarantino

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de São Gonçalo, pela previsão Régia de 07-09-1801, subordinado ao município de Jerumenha e Velença.

Elevado à categoria de vila com o denominação de São Gonçalo, pelo decreto de 06-07-1832, desmembra dos municípios de Jerumenha e Valença. Sede na vila de São Gonçalo. Constituído do distrito sede. Instalado em 10-11-1832.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Amarante, pela Resolução provincial nº 734, de 04-08-1871.

Pela lei provincial nº 751, de 26-08-1871, é criado o distrito de Regeneração e anexado ao município de Amarante.

Pela lei provincial nº 896, de 23-07-1875, desmembra do município de Amarante o distrito de Regeneração. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 35, de 26-06-1894, desmembra do município de Amarante o distrito Belém. Elevado à categoria de município. Sob a mesma é criado o distrito.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.

Pelo decreto estadual nº 1279, de 26-06-1931, o município de Amarante adquiriu os extintos o município de Belém e Regeneração.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 3 distritos: Amarante, Belém e Regeneração.

Pelo decreto estadual nº 1478, de 04-09-1933, desmembra do município de Amarante o distrito de Belém, sendo seu território anexado ao muincípio de São Pedro.

Pelo decreto estadual nº 1519, de 15-02-1934, desmembra do município de Amarante o distrito de Regeneração. Elevado novamente à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alteração toponímica municipal

São Gonçalo para Amarante alterado, pela resolução provincial nº 734, de 04-08-1871.

Fonte: IBGE



Amarante - PI, cidade histórica da época colonial. Facinante pela beleza de suas casas de épocas e paisagens.


Cidade da região Centro-Norte Piauiense, microrregião Médio Parnaíba Piauiense. Está a 104m de altitude, tendo na outra margem a cidade de São Francisco do Maranhão.

Características geográficas

População 2010

17.135

Área da unidade territorial (Km²)

1.155,197

Densidade demográfica (hab/Km²)

14,83

Código do Município

220050

Gentílico

amarantino




Indicadores
IDH 0,630 PNUD/2000
PIB R$ 23.858.971,00 IBGE/2003
PIB per capita R$ 1.401,33 IBGE/2003

Situada em uma região de beleza cênica inigualável, como o rio Parnaíba. Guarda traços da época em que o poeta Da Costa e Silva, autor do hino do Piauí, o batizou de Velho Monge.
O cais do porto, batizado de Vila São Gonçalo, um dos encantos de São Francisco e a rica arquitetura que foi influenciada pelos portugueses que aqui chegaram na época do Brasil colônia, fazem parte do rico acervo da cidade.
A comunidade negra Mimbó, descendentes dos escravos, que agora pode manifestar livremente todas as manifestações culturais e religiosas.
Apesar do potencial cultural-turístico, o município é pobre e tem na agricultura de subsistência sua maior fonte de renda.

Ligação rodoviária através da BR-316 e BR-343, com distância de 166 Km até Teresina.

>fonte/wikimapia.or/ http://wikimapia.org/6036154/pt/Amarante-Piau%C3%AD-Brasil<